5 ERROS QUE IMPEDEM SUA LOJA VIRTUAL DE VENDER (E COMO RESOLVÊ-LOS)

Você tem uma Loja virtual e está com dificuldade nas vendas?

Se a resposta for sim, primeiramente eu quero te dizer que eu sei exatamente como se sente, porque eu também já passei por isso e sei bem como é ruim.

Mas o porque sua loja não vende o que você esperava? Será que está fazendo algo de errado?

Continue lendo este artigo e você verá 5 erros que podem estar atrapalhando sua Loja Virtual de vender, e como você pode resolvê-los.

ERRO NÚMERO #1 – SUA LOJA NÃO SER VELOZ


velocimetro

 

Imagine a seguinte situação:

Você passa semanas, ou meses planejando as suas Estratégias de Marketing, contrata uma agência (ou demora meses para aprender a anunciar), faz os anúncios, e no final das contas o visitante entra e não fica nem 3 segundos na sua Loja.

Não é bom nem imaginar, não é verdade?

Mas acredite, isso é mais comum do que se imagina,

E o que contribui, e muito para que essa situação aconteça é a sua loja ser muito lenta.

“Poxa, Fabrício mas será mesmo que as pessoas vão abandonar minha loja só por isso?”

E a resposta é sim,

Porquê?

Simplesmente porque as pessoas estão cada vez mais impacientes.

E uma das grandes “culpadas” disso é justamente a internet.

Hoje, fazemos de tudo pela internet, por isso cada vez menos precisamos: esperar em filas de banco, enfrentar lojas lotadas para compras de fim de ano, e até mesmo ir ao supermercado (acredite já é possível fazer compras de supermercado pela internet)

Agora, pensa comigo

As pessoas já ficam extremamente irritadas quando precisam esperar em situações em que talvez não haja outra opção, agora imagina se a pessoa vai ficar esperando 30s a página de uma Loja Virtual abrir se ela pode na maioria das vezes comprar o mesmo produto em centenas de lojas, e isso a um clique de distância?

Sendo assim ter uma Loja virtual mais rápida vai melhorar consideravelmente a Experiência do usuário dentro do seu site e consequentemente as sua vendas.

Outra razão para você se preocupar cada vez mais com a questão da velocidade da sua loja é porque isso influencia diretamente no seu posicionamento no Google.

E isso já era de se esperar, já que uma das coisas que o Google mais preza é que o usuário tenha uma experiência boa quando entrar em sua loja.

Enfim, o que faz uma loja ser lenta e como torná-la mais rápida?

Bom, como essa parte ia ficar meio extensa (e eu sou meio preguiçoso para escrever) resolvi gravar um vídeo para explicar como você pode fazer isso

Espero sinceramente que você avalie sua loja com relação a velocidade e faça as mudanças necessárias, pode ter certeza que isso vai ajudar muito a Aumentar as suas vendas.

É, mas é só o começo, continue lendo este artigo e você verá outros 4 erros que podem estar atrapalhando sua loja de vender.

 

ERRO NÚMERO #2 – SUA LOJA NÃO SER RESPONSIVA


responsive-websites-slider

 

É bem provável que você saiba o que é uma loja responsiva, mas se não é muito claro para você vou te explicar de uma forma bem simples,

O que é uma loja responsiva?

Uma loja responsiva nada mais é que uma loja que se adequa automaticamente ao dispositivo pelo qual ela está sendo acessada.

Ou seja, não importa se a pessoa está usando um computador, celular ou tablet, ela poderá navegar tranquilamente em sua loja em qualquer dispositivo.

Agora, nem toda loja que é possível ser acessada por dispositivos móveis é considerada responsiva, e eu vou explicar o porquê mais na frente neste artigo.

Faz realmente diferença sua loja ser responsiva?

Com certeza faz,

Só para você ter uma ideia, segundo uma pesquisa realizada pelo Nielsen Ibope (link), no primeiro semestre de 2015, o número de pessoas que acessam a internet utilizando um smartphone no Brasil chegou a 68,4 milhões.

E isso certamente já reflete nos acessos as lojas virtuais,

Não é incomum encontrarmos lojas que tem 35%, 40% das visitas vindas através dos dispositivos móveis

Então, se a sua loja ainda não é responsiva você está perdendo um número bem grande visitantes e consequentemente de clientes.

Além disso, desde Abril de 2015 o Google tem levado em consideração se um site é responsivo ou não como um fator de ranqueamento.

Como saber se minha loja é responsiva?

Conforme eu já mencionei mais acima, para uma loja ser considerada responsiva, não basta somente o usuário conseguir “abrir” a sua loja pelo smartphone ou tablet, mas sim ele deve conseguir ter uma boa experiência de Navegação.

Como Assim?

Por exemplo, se os botões para chamada de ação (comprar, adicionar ao carrinho, etc) forem muito pequenos, ou se a aba de categoria for impossível de ser clicada, a loja não é considerada responsiva.

Agora, para facilitar você saber se a sua loja se adequa bem a dispositivos móveis ou não, o Google Developers resolveu dar um forcinha.

Clique neste link,digite a url da sua loja e depois clique em “Analisar”. Aparecerá pra você a informação se o site se adapta a dispositivos móveis ou não.

Será uma Imagem similar a esta,

exemplo-de-site-responsivo

A diferença entre uma loja responsiva e uma loja mobile

Com expliquei anteriormente uma loja responsiva é aquela que se adequa bem a dispositivos móveis.

O principio por traz de uma Loja Mobile é exatamente o mesmo, porém a diferença é que ela é feita 100% para dispositivos móveis, com plataforma diferente, funcionalidades diferentes, na verdade é como se fosse uma outra loja.

Este modelo é muito usado por grandes players do mercado, como Netshoes e Dafiti.

Ok, minha loja não é responsiva o que eu faço? 

Bom, isso vai depender da plataforma de loja virtual que você usa.

Se for uma plataforma que permita alteração em seu código fonte (como Magento por exemplo), basta contratar um programador que entenda do assunto, que sem dúvida ele vai resolver.

Agora, se a sua plataforma for do modelo Saas (alugada) e ela não tiver a função de deixar a loja preparada para dispositivos móveis, lamento mas a solução provavelmente vai ser trocar de plataforma mesmo.

Mas pense que independente do que se deva fazer ter uma loja responsiva é um ponto crucial hoje, e será ainda mais lá na frente.

 

ERRO NÚMERO #3 – NÃO TRANSMITIR SEGURANÇA


muralha

 

Imagine a seguinte situação,

Um vendedor bate em sua porta lhe oferecendo um produto que você até tem algum interesse.

Porém, você não conhece o vendedor, não tem nenhuma referência dele, e nem sabe onde pode encontrá-lo.

E ainda por cima, ele diz que você deve pagar adiantado e só receberá o produto dentro de 7 dias.

Me diz, você confiaria em fazer esta compra?

Provavelmente não.

Porém, é exatamente isso que boa parte dos donos de lojas virtuais querem.

Eles muitas vezes esperam que a pessoa confie em sua loja, e compre os produtos sem medo, porém não tem nenhuma preocupação em mostrar aos visitantes que a loja realmente é um local seguro.

Por que Transmitir Segurança é realmente importante?

Bom, segundo um estudo da agência de comunicação Edelman(link), o consumidor Brasileiro é o que mais se preocupa com a Segurança ao fazer compras pela internet.

Segundo o estudo 60,2% dos consumidores brasileiros consideram privacidade e segurança itens fundamentais ao adquirir bens e serviços pela internet. O segundo colocado do ranking teve 41% e o terceiro (Estados Unidos) 38,2%.

E vamos ser sinceros, nenhum de nós vai fazer a compra em uma loja se tivermos a desconfiança de que não receberemos o produto, não é verdade?

Enfim, como dar maior percepção de segurança para minha loja?

Certificado SSL:  a sigla significa Secure Socket Layer, conhecido como um protocolo que garante que as informações sejam criptografadas antes de serem encaminhadas para outro servidor de modo que não possam ser capturadas por terceiros.

As lojas que usam o certificado são facilmente identificadas pelo HTTPS, que aparece antes do nome da loja em sua url.

Depoimentos: são uma das formas mais eficientes de passar segurança para a pessoa. Um bom exemplo disso é o Mercado Livre. A maioria de nós (se não todos) sempre olhamos os comentários de quem já comprou de determinado vendedor, antes efetuarmos nossa compra.

Vídeos: é outra forma extremamente eficiente para passar mais segurança. Além de eliminar possíveis dúvidas que a pessoa tenha sobre o produto, ele mostra que você efetivamente tem o produto e que realmente conhece sobre ele.

Telefone fixo: “Se o produto der defeito, ou não chegar n prazo, com quem eu falo?”

Muitas pessoas deixam de comprar em uma loja por não saber a quem ela irá recorrer se por acaso ela tiver algum problema com a compra.

VOCÊ QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO?

Insira seu e-mail abaixo e receba GRATUITAMENTE conteúdos exclusivos para assinantes>

 

ERRO NÚMERO #4 – NÃO CONHECER A SUA PERSONA


publico-alvo

Se você é homem, já foi impactado alguma vez com anúncios ou e-mail marketing te oferecendo bolsas ou sapatos femininos?

Ou, se você é mulher, já recebeu enquanto estava navegando em algum site, ou no Facebook, anúncios de bola de futebol e produtos para barbear?

Se a resposta for sim, você já sentiu na pele o que significa uma empresa não conhecer a sua persona.

Afinal, o que é Persona mesmo?

Persona pode ser definido como simplesmente: um representante ideal do seu potencial cliente.

Na definição da Persona é importante conter informações como: sexo, idade, profissão, principais interesses, onde mora, estado civil, entre outras coisas. Algumas empresas dão inclusive um nome para a persona.

Por que é importante ter a Persona definida?

Imagine a seguinte situação.

Você convida uma pessoa que você ainda não tem muita afinidade, mas que gostaria de se aproximar para ir almoçar em sua casa.

Você fez aquele churrasco caprichado, com direito a Picanha, cerveja gelada e tudo mais que um bom churrasco tem direito.

Aí quando o visitante chega, você percebe que ela não faz uma cara muito boa ao sentir o cheiro do churrasco, e quando você pergunta se ele está bem, ele diz que mais ou menos, já que é vegetariano e que só o cheiro da carne já o faz sentir mal.

vegetariano

Que mancada hen?

Você fez de tudo para agradar seu visitante, porém como você não o conhecia bem todo o seu esforço foi por água abaixo.

A importância de você conhecer a sua persona é exatamente a mesma.

Você pode ter a loja maravilhosa, excelentes fotos, preços atrativos e tudo mais que é considerado importante para ter uma Loja Virtual de Sucesso, mas se você não conhece o seu público, não sabe o que é importante para ele, provavelmente o seu esforço será em vão.

Como faço para conhecer a minha Persona?

Redes Sociais

As redes sociais hoje em dia são um dos melhores lugares para conhecer a sua persona. Entre em grupos que estejam relacionados a seus produtos e veja o que as pessoas comentam, que dúvidas tem, que tipo de assuntos elas abordam lá, isso vai te dar muitos insights para lhe auxiliar a definir a persona.

Fóruns

Seguindo a mesma premissa das redes sociais, os fóruns são excelentes locais para conhecer a sua persona, já que neles as pessoas colocam suas principais dúvidas. É também um excelente local para se colocar pesquisas (se os moderadores permitirem, é claro)

Pesquisa

Essa é na minha opinião a melhor maneira de conhecer a sua persona. Hoje em dia existem diversas ferramentas que facilitam e muito a criação de pesquisas. A melhor delas é a Survey Monkey que é gratuita e permite você criar até 10 questões.

Na pesquisa você poderá fazer exatamente as perguntas que comentei logo acima sobre: idade, sexo, profissão, essas coisas.

 – ” Ah Fabrício, mas será que a pessoa vai mesmo me responder essas perguntas”?

Com certeza vai, se você fizer o que eu falo no vídeo abaixo

 

ERRO NÚMERO #5 – O DESIGN NÃO ESTIMULA A CONVERSÃO


design

 

“Design não é apenas como se mostra ser, ou como parece ser. Design é como funciona”

Essa frase de Steve Jobs ilustra perfeitamente o que pode ser considerado um bom design.

Diferentemente de o que muitos pensam, um bom design não é necessariamente aquele custa R$10.000,00 para ser produzido, mas sim deve mostrar claramente qual é o seu objetivo e levar a pessoa mais facilmente a atingi-lo.

A importância de se ter um bom design

Existe um jargão que já é mais batido do que tudo, mas continua sendo bem verdadeiro.

“A primeira impressão é a que fica”

E esse jargão é ainda mais verdadeiro quando falamos em Design.

Uma pesquisadora chamada Elizabeth Sillence e sua equipe fizeram um estudo(link) com o objetivo de identificar que fatores faziam de um site confiável ou não.

Eles colocaram várias pessoas para visitar diversos sites na internet. Os participantes tinham como tarefa apenas responder se eles confiavam ou não confiavam nesses sites e o porquê.

O resultado?

A cada 100 respostas dizendo que não confiavam em um site, o motivo era 94 das vezes o mesmo: Design.

Isso mostra claramente que se o design não estimular a pessoa a continuar na sua loja, não importa o quão bom seja seu conteúdo ou seus produtos, já que a pessoa provavelmente não visitará nenhuma outra página tirando a que ela já está.

 

2 regras básicas para uma loja virtual com bom design

Regra 1# – Tenha um Design Limpolimpeza

 

Isso é fato, quando vamos escolher a identidade visual da nossa loja pensamos nas coisas mais viajadas do mundo: backgrounds, efeitos e mais efeitos, cores e mais cores.

E na verdade, muitas destas coisas só prejudicam as conversões.

Por que?

Porque isso só vai distrair o visitante e tirar a atenção dele para o que é mais importante para nós, a venda.

 

Regra 2# – Destaque as chamadas para açãocall-to-action

 

A “chamada para ação” é o objetivo principal que a sua página tem, pode ser: ver detalhes, adicionar ao carrinho, comprar, finalizar a compra, etc.

Estes botões de chamada para ação devem ser destacados de todo o restante da página e , preferencialmente ser o único elemento da cor, naquela página

(SURPRESA) ERRO NÚMERO #6 – TER MUITAS OPÇÕES DE PRODUTOS SIMILARES


paradoxo-das-escolhas

 

Nada como uma boa surpresa não é verdade?

Se você assistiu o vídeo que está lá no “Erro número 4” você já entendeu o quanto é importante surpreender o seu cliente, e se você ainda não faz isso, espero sinceramente que comece a fazer o mais rápido possível.

Bom, agora vamos ao conteúdo em si

Paradoxo das Escolhas: Quando Mais é Menos

Já aconteceu com você de ir em uma loja e gostar de vários produtos, mas não levar nenhum porque vai precisar de mais um tempinho pra pensar?

Provavelmente sim,

E isso acontece por causa do Paradoxo das Escolhas

Ele é muito bem explicado no livro “O Paradoxo das Escolhas – Quando mais é menos” do Psicólogo Barry Schwartz.

Segundo Barry nós seríamos mais felizes se tivéssemos menos opções de escolhas.

E isso porque sempre queremos tomar a melhor decisão possível, e quando temos, por exemplo, apenas uma opção de determinada coisa, não temos nada a que comparar, e isso nos faz sentir bem por termos feito a melhor escolha (mesmo neste caso, não tendo tomado nenhuma decisão).

No entanto quando temos várias opções pensamos:

“Será que este é realmente o melhor produto?”

“Será que tomei a decisão certa?”

E este tipo de pensamento nos faz sentir extremamente incomodados.

O paradoxo das escolhas e a sua loja virtual

Um dia desses atendendo uma cliente ela disse:

– “Fabrício, eu tenho que aumentar o meu estoque de pulseiras, eu tenho apenas 40 modelos diferentes, o meu concorrente tem mais de 300”.

E esse é o pensamento de praticamente todos os comerciantes, sejam do mundo físico ou online, sempre ter muitas opções.

Eu mesmo já pensei assim quando tinha a minha loja de Relógios de Grife.

Mas, conforme já comentei acima, este é um tipo de pensamento errado.

Pensa comigo, será que as pessoas vão ter a paciência de olhar 300 modelos diferentes de pulseiras (muitas delas bem parecidas) e escolher uma, sem ficar fazendo aqueles questionamentos que comentei acima?

Com certeza não,

Além disso, ter muitas opções diferentes vai impactar diretamente no fluxo de caixa da empresa, já que quanto mais opções você tiver, maior será o seu estoque e mais dinheiro parado você terá.

RECAPITULANDO OS 5 (+1) ERROS

Apenas para você não esquecer, vamos relembrar todos os erros:

1 – Loja Lenta

2 – Não ser Responsiva

3 – Não transmitir Segurança

4 – Não conhecer a sua Persona

5 – Design não otimizado para converter

6 – Ter muitas opções

CONCLUSÃO


conclusao

Esse material traz apenas 6 erros que podem estar ocorrendo em sua loja virtual e que esteja impedindo você de vender, mas certamente existem outros.

E por que não vou abordá-los aqui?

Bom, exatamente por causa do Paradoxo das Escolhas

Quanto mais opções eu der aqui, mais perdido(a) você vai ficar, sem saber por onde começar e este não é meu objetivo.

Minha intenção com este artigo é que você foque e resolva cada problema de uma vez. O foco é uma das coisas mais poderosas para se alcançar objetivos tanto pessoais como profissionais. Vou falar sobre isso um pouco mais pra frente aqui no Blog.

Espero que você tenha gostado deste conteúdo, e se prepare pois este é apenas o primeiro.

Tenho uma meta muito clara de em 1 ano, ter o Blog mais relevante do Brasil sobre E-commerce.

Quer embarcar nessa jornada comigo? Então deixe o seu e-mail abaixo para receber as atualizações do Blog

VOCÊ QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO?

Insira seu e-mail abaixo e receba GRATUITAMENTE conteúdos exclusivos para assinantes>

Ah e deixe um comentário também falando o que achou 🙂

GUIA COMPLETO DE SEO